Dresden

Capital do estado de Sachsen (Saxônia), com 476 mil habitantes, Dresden foi totalmente arrasada no maior bombardeio da 2ª Guerra Mundial, quando os alemães já estavam praticamente vencidos pelos Aliados. Situada no que era a antiga Alemanha Oriental, é uma cidade bastante ligada às artes e à cultura, exibindo obras-primas da arquitetura barroca.

Uma das mais belas cidades alemãs, Dresden floresceu durante o século 18, quando se tornou centro cultural e ganhou muitas construções magníficas. Contudo, quase todas foram destruídas na Segunda Guerra Mundial, quando as forças aéreas aliadas bombardearam a cidade. Hoje um meticuloso trabalho de restauração está devolvendo a antiga glória à cidade, com esforços redobrados após a enchente de 2002.

O edifício mais famoso de Dresden é o Frauenkirche. A Igreja Nossa Senhora (1726-43) foi deixada em ruínas no período comunista para servir como lembrança dos males da Segunda Guerra Mundial. A reconstrução começou logo após a unificação e a igreja foi consagrada novamente em 2005. Hoje simboliza a reconciliação entre as nações beligerantes.

O Zwinger é uma bela estrutura barroca erguida em 1709-32, com espaçoso pátio totalmente rodeado de galerias que abrigam diversos museus como a Gemäldegalerie Alte Meister. Essa galeria contém um dos melhores acervos de arte da Europa, com telas de Antoine Watteau, Rembrandt, Van Eyck, Velázquez, Vermeer, Raphael, Ticiano e Albrecht Dürer.

O Sächsische Staatsoper (Ópera Estadual da Saxônia) é outro marco da cidade. Foi palco de muitas estréias mundiais, como Tannhäuser e o Holandês Voador, de Wagner, e de obras de Richard Strauss.

O Residenzschloss foi construído em etapas, do fim do século 15 até o 17. Hoje o palácio abriga uma das mais belas coleções de arte do Leste Alemão. O Verkehrsmuseum é um museu de transporte desde 1956, com antigos bondes, locomotivas e carros de colheita. O Rezidenzchloss abriga o Grünes Gewölbe (abóboda verde), imensa reunião de jóias reais.

Antes parte das fortificações da cidade, o Brühlsche Terrasse foi transformado em jardins maravilhosos por Heinrich Von Brühl. Oferece lindas vistas sobre o rio Elba e ficou conhecida como “balcão da Europa”. O Albertinum abriga diversas coleções magníficas, incluindo a Gemäldegalerie Neue Meister, com pinturas dos séculos 19 3 20 que incluem paisagens de Caspar David Friedrich, telas do grupo de pintores nazarenos e obras de Degas, Van Gogh, Manet e Monet.

Às margens do Elba fica o Schloss Pillnitz, encantadora residência de veraneio de Augusto, o Forte. A principal atração é o amplo parque nos estios inglês e chinês.

 


Fonte: www.icahdq.org/

 

Informações

Código de acesso: 0351

Centros de Informação: Saindo da estação, perto do Burger King à direita. Você consegue mapas e dicas de passeios pela cidade. Aberto de seg/sex das 9h-19h, sábados até 16h, fecha domingos. Outro CI, no centro da cidade, fica na Sophienstrasse, em frente ao Residenz Schloss, aberto de seg/sex das 10h-18h, finais de semana até 16h; disponibilizando mapas, venda de bilhetes para ópera e reserva de hotel. A revista Fritz (gratuita, mas em alemão) traz a programação da cidade e dos arredores. À venda o Dresden Card, válido por 48 horas, com direito a passe livre no transporte público e a descontos em alguns museus. Custa €15.

Internet: Dentro da loja Karlstadt que se encontra na mesma rua do CI.

 

Na cidade

O rio Elba divide Dresden em Altstadt (cidade velha), onde você encontra a maioria das atrações, e em Neustadt (cidade nova), ponto dos apreciadores da noite e da gastronomia local. E é na Altstadt que está situada a principal estação de trens, com partidas para várias cidades alemãs, além da Polônia e da República Tcheca.

 

Circulando

O ticket para andar de metrô, ônibus e bonde por uma hora custa €1,50. Um passe de um dia sai por €4. À pé, só para quem tem fôlego: algumas atrações ficam bem distantes umas das outras.

 

Acomodação

Jugendherberge Rudi Arnst, albergue HI. Hübnerstrasse 11. Fone 4710667 fax 4728959. Metrô Nürnberger Platz. Encare uma caminhada com um mapa na mão ou então pegue o bonde 3 ou 5 e desça duas paradas depois da estação Hauptbahnhof. Diária de €12, maiores de 26 anos pagam €15. O café da manhã é incluído e lençóis custam €2,50 (obrigatório na primeira noite). Tem 180 camas em quartos com pia. Lock-out das 10h-15h. Curfew 1h da madrugada. O albergue inclui lavanderia, piscina e bar. Seguro e limpo, porém barulhento. Um banheiro por andar e o chuveiro é no porão.

Jugendgästehaus Dresden, albergue HI. Maternistrasse 22. Fone 492620, fax 4926299, e-mail: servicenter@djh-sachsen.de. Saindo da estação, pegue o tram 7 ou 9 até a parada Freibergerstr. Diária €17 em dorms, €20 em quartos melhores. Sem curfew. Tem 440 camas em quartos com pia. Um banheiro por andar. O albergue foi reformado em 1998. Check in das 16h-22h, mas pode deixar a mochila em uma sala se chegar antes.

Die Boofe, albergue independente. Louisenstrasse 20. Fone 8013361, fax 80113362, e-mail: boofe@t-online.de. Diária de €14/dorms, €20/quarto duplo. Lençóis custam €2,50. Tem 54 camas em quartos com pia. Café da manhã custa €4. Sem curfew. Banheiro no corredor. O albergue tem cozinha, bar, sala de TV e jogos de mesa. Muito simpático, situado na Neustadt. É o melhor local para ficar se você quiser sair à noite.

 

Comes & Bebes

Um pub fica embaixo do albergue Die Boofe, com dois ambientes, para quem gosta de rock e heavy. O Blue Note Bar, na Görlitzer Strasse 26 é o ponto para relaxar escutando jazz. El Perro é um bar e restaurante, na Alaunstrasse 70, com comida espanhola e música ao vivo à noite, de quebra, caipirinha.

 

Atrações

Mais de 50 anos após o bombardeio que praticamente reduziu Dresden a pó, a cidade ainda está em reformas, com um número significativo de atrações fechado ao público (como as igrejas Frauenkirche e Hofkirche e o castelo Residenz Schloss).

Zwinger (Complexo de Museus) No Theaterplatz, em frente ao Residenz Schloss. Construído entre 1710 e 1738 como uma praça de festivais, é um rival do Louvre, pelo número de obras e importância do conjunto de museus que abriga. A entrada no complexo é gratuita, mas você paga separadamente para visitar os museus ou adquire a Tageskarte, um passe de um dia para visitar todas as atrações. Custa €6/3,50 (estudante).

Gemäldegalerie Alte Meister (Galeria) Abre de ter/dom das 10h-18h, fecha segundas. Entrada €3,60/2,10 (estudante). Pinturas realizadas entre 1500 e 1800, de renascentistas italianos, além de Rembrandt, Rubens, Dürer, entre outros.

Staadliches Museum für Tierkunde (Museu de Zoologia) Aberto de qua/seg das 9h-18h, fecha terças. Entrada €1.

Mathematisch Physikalischer Salon (Salão de Matemática e Física) Entrada €1,50/1 (estudante). Aberto das 10h-18h, fecha quintas. Objetos científicos relacionados às duas áreas.

Rüstkamer (Arsenal) Entrada €1,50/1 (estudante). Funciona das 10h-18h, fecha segundas. A visita à Gemäldegalerie, dá direito à entrada gratuita no Arsenal. Exposição de armaduras, armas e mantos utilizados nas cerimônias de coroação.

Porzellansammlung Entrada €2,50/1,50 (estudante). Abre de sex/qua das 10h-18h, fecha quinta. Coleção de objetos de porcelana da cidade de Meissen.

Semperoper (Ópera) Theaterplatz 2. Ao lado do Zwinger. Pegue Strassenbahn 4 até Theaterplatz. Entrada €4,50/3 (estudante). Reconstruída em 1977, é famosa por haver sediado estréias de obras de Wagner e Strauss.

Albertinum É outro complexo de museus. Na margem do rio Elba. Abre de sex/qua das 10h-18h, fecha quintas. Entrada €4,50/2,50 (estudante). Gemäldegalerie Neue Meister, com pinturas e esculturas dos séculos 19 e 20. Grünes Gewölbe, exposição de jóias, pedras preciosas e objetos valiosos. Münzekabinet, coleção de moedas. Skulpturensammlung, exibição de esculturas.

Fürstenzug Na Augustusstrasse. É um mural de porcelana na rua, com 102m de comprimento e construído com 24 mil azulejos. Chamada de Procissão dos Reis, conta a história da região de Sachsen (Saxônia) de 1123 a 1904.

Rathausturm (Torre da Prefeitura) Entrada €2,50/1,50 (estudante). Aberto de seg/sex das 12h-18h; sábados, domingos e feriados das 10h-18h. É a segunda maior torre da cidade e oferece uma vista privilegiada de Dresden e do rio Elba.

Brühlsche Terasse Georg-Treu-Platz. Abriga o Museu de Mineralogia e Geologia. As casamatas ficam abertas nos meses de abr/out das 10h-17h e de nov/mar das 10h-16h.

Stadtrundfahrt É um passeio que cobre toda a cidade, opção certa para os preguiçosos. São ônibus de meia em meia hora, que param em 12 locais perto das atrações, entre 9h30-17h. É só descer, visitar, e pegar o próximo bus. Custa €15/13 (estudante). Dura 1h30 se fosse feito direto, sem parar. Saídas em frente à Hofkirche.

 

Compras

Os principais locais para compras na Altstadt são as ruas Prager Strasse e a Wilsdruffer Strasse, além da cidade velha. A rua chique de Dresden é a Königstrasse.

 

Zwinger
Fonte: www.germany.travelphotoguide.com

 

 

Escolha um destino:

Europa
Alemanha
Dinamarca
Espanha
Grã-Bretanha
Holanda
Itália
Portugal
Mais países [+]

África
África do Sul
Marrocos
Mais países [+]

América do Norte
Estados Unidos
Canadá
México

América do Sul
Brasil
Argentina
Chile
Peru
Bolívia
Mais países [+]

América Central
Cuba
Panamá
República Dominicana
Mais países [+]

Oceania
Austrália

Veja também:
Laifis de Turismo

Busca geral:

Curta nossa página nas redes sociais!

Sites da rede:

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Fale Conosco

Copyright © 2014 Só Turismo. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.