Veneza

Veneza (Venezia, em italiano), com 338 mil habitantes, é uma das mais belas cidades do mundo - e também uma das mais turísticas. Apesar de frequentes comparações de que determinada cidade seja a Veneza do Norte ou a Veneza do Sul, não existe outra Veneza - nem perto. A magia só é parcialmente quebrada quando se percebe que a cidade vive para o turismo. Mas como evitar que fôssemos os únicos a descobrir uma cidade tão encantadora? São 117 ilhotas e mais uma centena de pontes; e esqueça as multidões e a eventual sujeira e deixe se perder entre suas ruelas, becos e canais. Difícil não parar numa das pequenas pontes-escadarias ou simplesmente ficar horas de bobeira na bela Piazza San Marco. Faça o seu tour, antes que as águas definitivamente o façam por você.

 

Informações

Código de acesso: 041

Centros de Informações: Ao chegar à estação de trem procure pelo serviço oficial de informações APT, aberto diariamente entre 8h10-18h50. O mapa Venezia Lido é gratuito, e tem os principais pontos turísticos. Mapas mais detalhados, só comprando. O livreto, também grátis, Un Ospite di Venezia (Um Hóspede em Veneza), é publicado por um grupo de proprietários de hotéis da cidade e contém informações básicas de acomodação.

Quem tem até 29 anos, pode procurar o escritório do Rolling Venice Card, na própria estação do lado direito do quiosque de informações turísticas e, levando o passaporte e uma foto colorida, adquirir a carteira Rolling Venice, que oferece descontos em museus, galerias, restaurantes e hotéis. Disponível entre jul/set, vale apenas se você ficar um tempo considerável na cidade.

Outro posto de informações fica no Palazzetto Selva no antigo Giardini Reali, próximo à Piazza San Marco. Seu staff jovem também pode dar mais dicas sobre as atrações locais. O horário de atendimento é de seg/sáb das 9h40-15h20, e no inverno o expediente termina uma hora mais cedo.

 

Na cidade

Orientação

É tão fácil quanto emocionante se perder pelas labirínticas ruelas de Veneza. Inúmeras placas de sinalização tentam orientar para os principais pontos, indicando como chegar na Piazza San Marco, na estação de trem, na ponte Rialto, e na Accademia. As duas últimas, mais a ponte Scalzi são por onde se atravessa o Canale Grande, a principal artéria "fluvial" de Veneza.

 

Chegando e saindo

O aeroporto Marco Polo fica fora de Veneza, na cidade de Mestre, sendo acessado por motoscafo (barcos) partindo da Piazza San Marco. Da Piazzale Roma saem ônibus para as redondezas incluindo Pádua (1h20min) e Treviso (1h). Informações e bilhetes disponíveis no próprio escritório na praça, aberto diariamente das 8h-20h, no inverno das 7h40-19h. A Stazione Santa Lucia tem trens com destinos a Pádua, Verona, Trieste, Milão, Bolonha, além de Roma (5h) e Florença (3h). Também é possível ir de Veneza a outros países vizinhos. Há serviço de bagagem por 12h, aberto das 3h45-0h30. O Porto Venezia, Zona Santa Maria, tem ferries com destino à Grécia 3 vezes por semana no inverno e diariamente no verão.

 

Como circular

Existem pequenas embarcações chamadas traghettis que transportam passageiros de um lado a outro em locais onde não existem pontes. Os vaporettos, embarcações maiores, servem como transporte público, mas com poucos locais de acesso. Existem bilhetes promocionais válidos por um dia, 3 dias e para uma semana, podendo ser comprados em diversos pontos e validados antes de embarcar. Adicional será cobrado se você adquirir o bilhete a bordo e uma multa pode rolar se você for pego sem ele. Mapas com as rotas dos vaporettos estão geralmente à disposição na Piazzale Roma e na estação de trem, ainda que estas sempre possam ser alteradas.

Outra forma de locomoção, e a mais romântica, são as gôndolas, preservando o charme da antiga Veneza. Nada romântico, porém, são seus preços, que dependem do percurso e a exclusividade do passeio (para um único casal). Para conhecer outras ilhas nos arredores de Veneza, como Murano, Burano e Torcello, pegue o vaporetto nº 12.

 

Acomodação

Os melhores hotéis estão nas vizinhanças da Piazza San Marco e do Canale Grande, mas não espere pagar pouco. Veneza é de fato uma cidade cara para se hospedar É possível, porém, encontrar alguma barbada escondida no labirinto de suas ruas. Existe também uma grande quantidade de hotéis nos arredores da estação de trem; porém, lembre-se de que são aproximadamente 20 minutos a pé até a Piazza San Marco. Veneza conta com um albergue da juventude, localizado em uma das ilhas da cidade (Giudecca). Outra opção para economizar na acomodação é ficar em alguma das diversas instituições religiosas existentes. O problema é o cedo curfew de freira. Com um passe de trem, uma alternativa é dormir em cidades vizinhas, como Pádova, Mestre, Marguera e Verona; especialmente nos meses de julho e agosto, quando Veneza está transbordando - e não (apenas) de água.

 

Albergues HI

Ostello Venezia. Localizado na ilha de Giudecca, em Fondamenta di Zitelle 86. Fone 523 8211, fax 523 5689. Pegue na estação o vaporetto 82 (leva 40min) ou 52 de San Zaccaria Danieli, perto da Piazza San Marco (5min). Desça na parada Zitelle. Diária por pessoa com café da manhã. Tem 260 camas. Lock-out 9h-13h e curfew 23h30. Lockers disponíveis e pagos. Grande estrutura, com restaurante, mapas e horários de trens.

 

Albergues Independentes

Hotel Al Gazzettino (www.algazzettino.com) San Marco, 4971. Fone/fax 528 6523. Da Piazza San Marco, siga os sinais para Rialto. Diárias com café da manhã. Todos os quartos com banheiro. Hóspedes têm desconto no restaurante. Sem curfew, nem lockers.

Hotel Rossi (www.hotelrossi.ve.it) Lista di Spagna, 262 - Cannaregio, perto da estação. Fone 715165, fax 717784. Saindo da estação, pegue à esquerda e entre na Calle della Procuratie, que tem uma entrada com um arco. São 14 quartos, com e sem banheiro. Ambiente residencial, bem limpo. A recepção fecha às 24h, mas não há curfew. Lockers individuais em cada quarto.

Hotel Minerva & Nettuno (www.minervaenettuno.it) Também perto da estação (à esquerda de quem sai), em Lista di Spagna 230. Fone 5242366, fax 5242139. São 32 quartos, com e sem banheiro. Sem curfew e com lockers gratuitos.

Hotel Ai do Mori (www.hotelaidomori.com) Calle Larga San Marco 658, próximo a Piazza San Marco. Fone 520 4817. Não é barato e o staff não é muito gentil; vale a pena por sua localização, com vista à Basílica. Sem curfew e sem café.

 

Comes & Bebes

Comer em Veneza é caro. Alternativa são as vendas e os supermercados. Tente em Calle della Chiesa 723, a vendinha de frutas e verduras e na porta ao lado, de queijos. Os restaurantes ao redor da Piazza San Marco nem sempre são bons (mas sempre custam como se fossem). A melhor área para comer é ao redor da universidade em Dorsoduro e também na regiões de San Polo e de San Croce, com pequenas trattorias e pizzerias. Na área de Rialto, há o mercado mais famoso da cidade, com frutas, verduras e peixes. A Birreria Barbanera, em Castello 5356 / 5357 na Calle delle Bande, tem mais de 50 tipos de pizza e não há taxa pelo serviço. Vino em San Marco 2007, tem primo prato, secondo prato, com desconto para o cartão Rolling Venice. A Gelati Nico em Dorsoduro, na Fondamenta Zattere ai Gesuati 922, tem sorvetes em conta.

 

Atrações

Principais Atrações

Piazza San Marco Disputada pau a pau por pombas e turistas, especialmente no verão, seu amplo espaço contrasta com as estreitas ruas de Veneza. Grande praça iluminada, cercada por museus e prédios históricos, destacando a imponente Basilica di San Marco, aberta das 9h45-19h30, entrada gratuita. De estilo bizantino, a construção da basílica teve início no século 9, para guardar o corpo de San Marco, que foi roubado e trazido por dois venezianos do Egito. Em seu interior repleto de mosaicos está o museu Tesoro della Basilica aberto das 9h45-17h, entrada paga. Para entrar, nada de pernas ou ombros de fora. Não perca o Pala d´Oro (pago), grande altar de ouro, decorado com prata e pedras preciosas; atrás do altar principal. Na praça, também há a Torre dell'Orologio, do século 15, aberta das 9h-21h, entrada paga, com uma vista de Veneza. Outra atração na Piazza San Marco é o Campanário, chamado pelos venezianos de "el paron de casa" (o chefe da casa). Com 99m de altura, oferece a maior vista panorâmica da cidade. Abre 9h30-15h45.

Palazzo Ducale Ao lado da basílica. Abre de nov/mar 9h-17h, de abr/out até 19h, fechado quartas. Entrada paga. Opção de visitar itinerários secretos com visitas guiadas. Serviço pago de audioguia. Reconstruído no século 14 após um incêndio, possui elegantes arcadas góticas. Foi a residência oficial de duques, sede de governo e prisão. A entrada do palácio é pela Scala D´Oro. Veja a Sala delle Mar, toda decorada por mapas, a Sala del Maggior Consiglio com quadros de Tintoretto e Veronese e a Sala San Cristoforo, com afrescos de Tiziano. O artista trabalhou no palácio por muito tempo, mas todas suas obras foram destruídas restando apenas a "Lunetta com Madonna e Bambino", no topo da escada do lado de dentro. A Ponte dei Sospiri (Ponte dos Suspiros) conecta o palácio à antiga prisão, caminho dos prisioneiros para a masmorra, entre eles Casanova.

Galleria dell'Accademia di Venezia Do lado da ponte Accademia, aberta de ter/sex 9h-21h, sábados até 23h, domingos até 20h e segundas até 14h. Entrada, visitas guiadas e audioguia pagos. Contém uma importante coleção de arte veneziana, incluindo trabalhos de Tintoretto, Titian, Veronese e esculturas de Antonio Canova. Em todas as salas há folhetos explicativos de cada obra, em italiano e em inglês.

Fondazione Peggy Guggenheim (Palazzo Venier dei Leoni). Aberta das 11h-18h, exceto terças. Entrada paga. Serviço de audioguia pago. Coleção particular de arte moderna e jardim onde seu corpo está sepultado, juntamente com seus animais de estimação. A americana Peggy Guggenheim morreu em 1979, sendo considerada uma das maiores colecionadoras de obras de arte moderna do século, entre o Cubismo, Surrealismo e Expressionismo abstrato americano. Ela comprou este palácio de frente para o Canale Grande, e ali viveu por 30 anos. Obras de Jackson Pollock, Dalí, Miró, Picasso, Chagall, e outros. No local, há também restaurante, espaço para exposições temporárias e uma boa vista do canal.

 

Igrejas

A maioria das igrejas de Veneza cobra para ver os afrescos e obras mais importantes. A Chiesa Santa Maria della Salute está localizada na porta do Canale Grande. Em sua sacristia estão afrescos de Tiziano "La discesa dello Spirito Santo", Luca Giordano e Tintoretto. Aberta das 9h-17h30, entrada paga. A igreja Santa Maria Gloriosa dei Frari, com pinturas de Tiziano e Tintoretto e é uma das maiores da cidade. Entrada paga, aberta das 7h30-13h30 e 15h-17h. Localizada na ilha de Giudecca, a Chiesa del Redentore é onde celebra-se a tradicional Festa del Redentore.

 

Arredores

Pegando o Vaporetto 12, pode-se visitar as Ilhas de Burano, vila de pescadores; Murano, famosa por seus cristais desde 1292, e Torcello, conhecida por seus mosaicos e sua catedral bizantina. As ilhas são pequenas, mas é pra quem não está com pressa e quer ir além de Veneza. Além disso, o Lido, acesso pelo vaporetto 1, 6, 14, ou 82, é uma praia para quem quer tomar um banho de mar. Separa Veneza do Mar Adriático e costuma encher durante o verão.

 

Eventos especiais

Veneza tem uma vida cultural intensa, apesar de a noite ser tranquila. Eles também têm o seu Carnavale, comemorado todo ano por 10 dias no mês de março. Os venezianos vestem suas famosas máscaras e fazem a festa na rua, mas num estilo bem diferente do nosso. Nos anos pares, há a maior exposição internacional de arte moderna, a Biennale di Veneza. Em setembro rola o consagrado Festival Internacional de Cinema de Veneza no Palazzo del Cinema, no Lido. Não se pode esquecer também da Festa del Redentore no terceiro final de semana de julho, com fogos de artificios, na Chiesa del Redentore e da corrida de gôndolas Regatta Storica, que acontece no primeiro domingo de setembro no Canale Grande. Mais informações no encarte Venezia Events, com o calendário de eventos do ano inteiro.

Compras

As principais lojas estão entre San Marco e Castello. Atenção nos preços, podem variar muito. Há muitas opções entre San Marco e Rialto.

 

Para mais informações, visite www.comune.venezia.it

 

Escolha um destino:

Europa
Alemanha
Dinamarca
Espanha
Grã-Bretanha
Holanda
Itália
Portugal
Mais países [+]

África
África do Sul
Marrocos
Mais países [+]

América do Norte
Estados Unidos
Canadá
México

América do Sul
Brasil
Argentina
Chile
Peru
Bolívia
Mais países [+]

América Central
Cuba
Panamá
República Dominicana
Mais países [+]

Oceania
Austrália

Veja também:
Laifis de Turismo

Busca geral:

Curta nossa página nas redes sociais!

Sites da rede:

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Fale Conosco

Copyright © 2010 - 2017 Só Turismo. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.