Diversão

Com muito esporte e grandes eventos culturais, o país sempre tem algo a oferecer. As cidades esbanjam animação na vida noturna, enquanto os balneários costeiros, as cidades serranas e pontos clássicos soa ideais para o turismo ou a caminhada. Esqui nos Alpes, esportes aquáticos de todos os gêneros e passeios a cavalo no campo são os preferidos pelos turistas. Há famosos teatros ao ar livre, com apresentações musicais de verão. Também se pode fazer a ronda noturna tradicional, a passeggiata, seguido de um drinque num bar ou café diante de uma piazza encantadora.

Programação: informações sobre o que esta acontecendo em Roma são encontradas no Trovaroma, suplemento semanal (sai na quinta-feira) do jornal La Repubblica. Há também uma programação semanal de eventos, Roma C’è, publicada em italiano e inglês. Em Florença, as revistas mensais Firenze Spettacolo e Florence Today listam restaurantes e cafés, além de concertos, exposições e eventos esportivos. Para quem lê italiano, os jornais regionais também são uma boa fonte de informações sobre os eventos culturais, e os escritórios de turismo locais expõem pôsteres com a lista das principais atrações.

Ingressos: não se costuma fazer reservas antecipadas para concertos na Itália, onde as decisões muitas vezes são tomadas na hora. Para garantir um lugar é preciso ir pessoalmente à bilheteria, pois, em geral, não se faz reserva por telefone. Talvez seja necessário pagar um suplemento de reserva antecipada, ou prevendita, que gira em torno de 10% do preço do ingresso. Entradas para concertos de música popular são, em geral, vendidas em lojas de discos ou de instrumentos musicais, cujos nomes aparecem no material publicitário dos shows. Os ingressos para concertos clássicos são postos à venda no local da apresentação no dia do espetáculo, enquanto os ingressos para as óperas são comprados meses antes. Os preços variam muito, conforme o local e os artistas.

Casas de Espetáculos: as igrejas de Roma e o novo Parco della Musica são os locais preferidos para espetáculos de música erudita. Veneza também faz bom uso de suas igrejas como salas de concerto. La Pietà, frequentada por Vivaldi, ainda é utilizada como templo da música erudita. Por sua vez, Milão costuma abrir os portões do estádio de futebol San Siro para concertos. Outra opção é o Palalido, com lugar para 5.000 pessoas, ou o Mazdapalace, ainda maior.

Ar Livre: nos meses de verão, prédio históricos e ruínas clássicas da Itália se transformam em palco de eventos ao ar livre. Em Roma, realizam-se concertos na Villa Giulia, do século 16, enquanto peças gregas e romanas são encenadas no teatro restaurante de Ostia Antica, a sudoeste da cidade. Em Veneza, os jardins do palácio barroco de Ca’Rezzonico e o pátio fechado do Palácio dos Doges são usados como local para concertos ao ar livre. O mesmo acontece com o Teatro Romano de Verona, datado do século 1º.

Ópera: a ópera é um dos grandes prazeres culturais da Itália. Pode-se apreciá-la em magníficas casas de ópera – como La Scala, em Milão, ou La Fênice Viva!, em Veneza-, em espetaculares cenários a céu aberto ou, ainda, na majestosa Arena de Verona. Neste último templo da ópera, a temporada começa na primeira semana de julho e se estende até o início de setembro: todos os anos encena-se a Aida, a grandiosa produção de Verdi. Em Nápoles, San Carlo é uma casa que só apresenta intérpretes de primeira linha. Por sua vez, o Teatro dell’Opera, em Roma, possui uma temporada de inverno e um festival de verão ao ar livre.

Clubes e Discotecas: as cidades e os balneários italianos estão repletos de discotecas da moda e clubes noturnos exclusivos. No verão, a vida noturna muda-se para Fregene, o refúgio litorâneo dos romanos.

Festivais: diversos festivais regionais continuam sendo realizados todos os anos na Itália. Em 25 de abril, por exemplo, os venezianos festejam são Marcos com uma corrida de gôndolas, e, em 24 de junho, Florença revive o passado com uma procissão de fiéis trajados com roupas do século 16. Em 2 de julho e 16 de agosto, Siena realiza o Palio, uma corrida de cavalos sem arreio, cujas origens remontam a 1283. Trajes da época são usados nos cortejos antes da corrida. Outras festas celebram a colheita da produção local: festas do vinho acontecem em setembro e outubro em Chianti, na Toscana, e os Castelli Romani, ao sul de Roma, ficam cheios de visitantes. Diversos eventos têm um toque internacional, como os festivais de cinema de Veneza (ago-set), Taormina (jul-ago) e Roma (out). De maio a junho, Florença promove um festival de artes, e Siracusa celebra o drama grego. Perto de Nápoles, em maio, Ravello organiza um imenso festival de música. Venezianos mascarados enchem as ruas no Carnaval, e nas noites de verão, por toda a Itália, os turistas podem participar de bailes de rua, nas festas regionais.

Não esqueça!
Futebol é nossa marca registrada e não se surpreenda se algum italiano souber mais da escalação do time da Copa de 86 do que você. Sem pretensão, eles nos amam. Deixem que eles saibam que você é brasileiro e sinta-os como irmãos.

 

Escolha um destino:

Europa
Alemanha
Dinamarca
Espanha
Grã-Bretanha
Holanda
Itália
Portugal
Mais países [+]

África
África do Sul
Marrocos
Mais países [+]

América do Norte
Estados Unidos
Canadá
México

América do Sul
Brasil
Argentina
Chile
Peru
Bolívia
Mais países [+]

América Central
Cuba
Panamá
República Dominicana
Mais países [+]

Oceania
Austrália

Veja também:
Laifis de Turismo

Busca geral:

Curta nossa página nas redes sociais!

Sites da rede:

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Fale Conosco

Copyright © 2010 - 2017 Só Turismo. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.