Você está em Europa > França

França (continuação)

Viagem

Aeroportos
Paris tem dois aeroportos: o Roisy-Charles De Gaulle, situado a 25 km ao norte da cidade e o aeroporto Orly, situado a 14 km ao sul. É recomendável que se use o transporte público que liga os aeroportos com a cidade, como trens e ônibus.

Avião
A Air France, companhia aérea francesa, é responsável pelos voos domésticos. Há outras companhias que também fazem voos domésticos, como a Air Liberté, a Air Littoral e as companhia aéreas regionais.

Carro
Há mais de 8.000 km de estradas e uma excelente rede de rodovias, que tornam o carro uma boa opção. Nas estradas, há áreas de descanso a cada 10 km e a cada 30 ou 40 km há um posto de gasolina. O limite de velocidade é 50 km/h na cidade; 80 km/h nas regiões vizinhas de Paris; 90 km/h nas rodovias estaduais; 110 km/h nas rodovias federais e 130 km/h na via expressa. É obrigatório o uso de cinto de segurança para os passageiros do carro e estar com carteira de motorista, seguro do carro em dia e documentação.
Alugando um carro: para alugar um carro é necessário ter no mínimo 20 anos, carteira de motorista válida e pelo menos um ano de experiência como motorista. É obrigatório ter um seguro.

Trem
A SNCF (Sociedade Nacional Francesa de Estação Férrea) possui uma linha de trens rápidos e eficientes, incluindo várias linhas de TGV de alta velocidade e conexões com a Inglaterra através do Eurotúnel.

Bicicleta
É um meio de transporte tão popular que, para quem está de bicicleta, tudo é fácil na França. Há espaços reservados para bicicletas nas estradas e nas cidades, havendo muitas empresas que as alugam.

Transporte Urbano
Metrô: há metrô em seis cidades: Paris, Lille, Lyon, Marselha, Toulouse e Rouen. Geralmente abre às 5h30 e fecha à meia-noite. As passagens são adquiridas na estação, em guichês ou máquinas. Há passes para dez viagens, entre outras opções, com preços reduzidos.

Ônibus: as cidades francesas possuem ótimas linhas de ônibus que ligam os centros das cidades e os subúrbios. Eles circulam, geralmente, entre 6h30 até 20h30, exceto nas grandes cidades, em que também circulam de madrugada.

Táxi: devem ter a conta e tarifa à vista do passageiro. Há taxas extras para transporte com animais, malas, ou tomar um táxi em lugares como estações de trem ou terminais de ônibus e aeroportos. Paris conta com aproximadamente 15 mil táxis. Você pode tomá-los nos pontos ou fazendo sinal para pará-los em qualquer lugar. Quando o indicador " Taxi ", situado no teto do carro estiver bem iluminado (e as pequenas lâmpadas coloridas estiveram apagadas) é porque o táxi está livre. O táxi na França é mais raro e mais caro que no Brasil, sobretudo à noite.

Você também pode chamá-los pelos telefones:

Taxi G7: 01 47 39 47 39
Taxis Bleus: 0 891 70 10 10
Aéro Taxi (com destino aos aeroportos): 01 47 39 01 47 01 


Para saber as tarifas de táxis em toda a França, consulte o site:
www.artisan-taxi.com

Acomodação

Hotéis, de um modo geral, e particularmente em Paris, podem ser caros para os padrões brasileiros e de outros países. Procure um que se adapte à sua necessidade e ao seu bolso e reserve com antecedência, principalmente nos meses de julho e agosto. Os albergues da juventude (auberges de jeunesse) também são bem difundidos no país e presentes em praticamente todas as cidades de maior interesse turístico.

Nos hotéis em geral, o café da manhã costuma ser cobrado à parte e nos hotéis mais baratos geralmente consiste em um croissant, geleia e um suco. Às vezes, vale mais a pena começar o dia comendo nos cafés das cidades - quase sempre mais saborosos e em conta. Não espere dos hotéis (e outros serviços) franceses os padrões de hospitalidade encontrados no Brasil e em outras partes do mundo. A França, de modo geral, não cultiva a noção de atenção ao cliente e são comuns reações de indiferença ou mesmo o que poderia ser interpretado como grosseria no atendimento.

Comes & Bebes

A cozinha é o orgulho nacional dos franceses. Os deliciosos pratos podem ser encontrados em diversos lugares: desde pequenas tabernas a restaurantes de chefes internacionalmente conhecidos. O café da manhã consiste em café, chá ou chocolate com croissant e pão com manteiga ou geleia. Se quiser algo rápido, a melhor coisa é o “plat du jour” (prato do dia) de algumas tavernas, croques-monsieur, croques-madame ou sanduíches quentes de presunto e queijo em uma brasserie. Nas bancas de rua é possível comprar crepes, gauffres e todos os tipos de sanduíches em pão de baguete. 

A fama da boa culinária francesa é, em partes, devido à variedade regional. Tanto no litoral norte quanto no Mediterrâneo encontra-se peixe de qualidade, assim como frutos do mar, ostras, mexilhões e moluscos, especialmente na área de Aquitaine, Charente, Normandia e Britania. Os rios franceses também dão bons peixes, enquanto nos vales e colinas, encontramos os “pomares franceses”, a variedade do gado e a produção de leite e especialmente os mais de 400 tipos de queijos. Os mais famosos são o Brie, Roquefort, Camembert e os de cabra. 

A cidade de Lyon merece uma atenção especial, sendo conhecida como a Meca da gastronomia. As carnes defumadas, salsichas, o bresse de frango e o bolo de Lyon são algumas das delícias características da cidade.

Os copos estão sempre cheios na França. Apesar das bebidas conhecidas como o armagnac, cointreau, a cidra ou o calvado, o rei é o vinho. Os franceses são amantes autênticos do bom vinho e seu país é semeado de ponta a ponta por vinhedos. As regiões que mais produzem são Bourgogne, Bordeaux e Champagne, apesar de ser possível encontrar bons vinhos no vale de Loire e de Rhone. 

Os locais onde os franceses se alimentam têm nomes que indicam o estilo do estabelecimento e o tipo de comida servida:

  • Restaurant - restaurantes, servem refeições completas.
  • Brasserie - cervejarias, têm sempre a bebida no cardápio mas também servem comida, em um ambiente mais descontraído que o dos restaurantes.
  • Bistro (ou bistrot) - pequenos restaurantes, encontrados principalmente em Paris, são mais econômicos e informais.
  • Café - além do café, servem croissants, lanches rápidos e às vezes alguns pratos e bebidas alcoólicas. Muitas vezes têm mesas do lado de fora, na calçada.

  

Como referenciar: "França - Hospedagem e Alimentação" em Só Turismo. Virtuous Tecnologia da Informação, 2010-2019. Consultado em 19/09/2019 às 02:46. Disponível na Internet em http://www.soturismo.com.br/continentes/europa/franca/p3.php